Inovação e sustentabilidade marcam 53º Congresso Brasileiro do Concreto

Inovação e sustentabilidade marcam 53º Congresso Brasileiro do Concreto

Inovação e sustentabilidade marcam 53º Congresso Brasileiro do Concreto 150 150 Cimento Itambé

Evento promovido pelo IBRACON, em Florianópolis, teve a apresentação de 524 artigos e o aguardado lançamento do livro Concreto: Ciência e Tecnologia

Por: Altair Santos

 
De 1º a 4 de novembro de 2011, áreas importantes da cadeia produtiva da construção civil participaram, em Florianópolis, de um dos mais aguardados eventos do setor: o 53º Congresso Brasileiro do Concreto (CBC) promovido anualmente pelo IBRACON (Instituto Brasileiro do Concreto). Nesta recente edição, o encontro estabeleceu um recorde no número de trabalhos técnico-científicos propostos no fórum nacional de debates sobre o concreto e seus sistemas construtivos. Foram 524 apresentações, que se somaram a outras 24, voltadas exclusivamente para a 2ª conferência internacional sobre as melhores práticas em pavimentos de concreto – realizada paralelamente ao evento.

Os 524 artigos técnico-científicos apresentados no 53º Congresso Brasileiro do Concreto e nos eventos paralelos abordaram as seguintes áreas:

Número de trabalhos aprovados Temas/Evento Paralelo
Gestão e Normalização 13
Materiais e Propriedades 263
Projeto de Estruturas 49
Métodos Construtivos 14
Análise Estrutural 114
Materiais e Produtos Específicos 41
Sistemas Construtivos Específicos 15
Seminário de Infraestrutura Metroviária e Ferroviária 15

 

José Marques Filho, presidente do IBRACON: desenvolvimento de infraestrutura com sustentabilidade é o tema central do congresso

O IBRACON considera também que o evento sobre pavimentação rígida foi o maior do mundo sobre o assunto. “Reunimos 12 convidados internacionais, considerados os maiores especialistas no assunto”, revela José Marques Filho, presidente do Instituto, reforçando que o tema central de todos os debates ocorridos no 53º Congresso Brasileiro do Concreto (CBC) foi o desenvolvimento da infraestrutura, com sustentabilidade. “Finalmente conseguimos reunir toda a cadeia de produção de concreto, juntamente com a área acadêmica, para criar um consenso em torno da sustentabilidade e também para debater projetos inovadores para o nosso setor”, completou.

 
O Congresso Brasileiro do Concreto, do qual participaram a Cimento Itambé e a Concrebras, tornou-se também um evento referência para o lançamento de livros técnicos publicados pelo IBRACON. Isso ocorre desde 2005, e em 2011 foi apresentada a obra Concreto: Ciência e Tecnologia. O livro contém 51 capítulos, divididos em sete partes, cada uma delas composta pelos seguintes assuntos:

 
Parte I
Introdução: a evolução do concreto; da arquitetura à estrutura; princípios do projeto estrutural; diretrizes de projeto para desempenho das estruturas; normas e códigos nacionais e internacionais

Parte II
Materiais: cimento Portland; agregados naturais e artificiais; adições minerais; água; aditivos químicos

Parte III
Concreto Fresco: reações de hidratação e pozolânicas; dosagem, propriedades, produção e controle de concreto dosado em central e em canteiro

Parte IV
Propriedades do Concreto Endurecido: nanoestrutura e microestrutura; resistência mecânica; propriedades elasto-plásticas; retração por secagem e fluência; propriedades térmicas

Parte V
Durabilidade do Concreto: ações do meio ambiente; conceitos de durabilidade e vida útil; mecanismos de transporte de massa; ação da carbonatação; ação de cloretos; corrosão das armaduras; reações álcali-agregados; ações físicas e químicas; ações do fogo; ação de agentes biológicos

Parte VI
Patologia, inspeção, diagnóstico e reabilitação: patologia das estruturas; resistência mecânica e fissuração de estruturas acabadas; reabilitação e reforço; proteções superficiais; monitoramento das estruturas

Parte VII
Concretos especiais: de alto e ultra-alto desempenho; com fibras; projetado; concreto massa e compactado a rolo; pavimentos viários; pisos industriais; concreto leve estrutural; concreto pré-fabricado; com polímeros; arquitetônico e decorativo; concreto branco; com agregados reciclados; autoadensável; para fins específicos e de última geração; concreto sustentável; nanociência e nanotecnologia dos materiais cimentícios 

Em Concreto: Ciência e Tecnologia, o enfoque central é o estado da arte do material industrializado.  O livro foi escrito por uma equipe de professores e profissionais experientes ligados ao IBRACON e em seu lançamento atraiu muitos acadêmicos ao congresso, principalmente pós-graduados. “Ele esmiúça as melhores formas de projetar e construir com concreto”, diz José Marques Filho, comemorando o sucesso do o 53º Congresso Brasileiro do Concreto (CBC).

Entrevistado
José Marques Filho, presidente do IBRACON (Instituto Brasileiro do Concreto)
Currículo
– Graduado em engenharia civil pela Universidade de São Paulo  (1980)
– Tem mestrado em engenharia civil pela Universidade de São Paulo (1990) e doutorado em engenharia civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005)
– Atualmente é consultor da Companhia Paranaense de Energia (Copel) e coordenador e colaborador do Comitê Brasileiro de Barragens, além de colaborador da International Commission on Large Dams
– Também é professor adjunto da Universidade Federal do Paraná (UFPR)
 – Tem experiência nos seguintes temas: CAR, Barragens, Caracterização, Laboratório de Concreto, Maciço Experimental e materiais.
Contato: jmarques@copel.com / fabio@ibracon.org.br (assessoria de imprensa) / www.ibracon.org.br  

Créditos fotos: Divulgação/IBRACON

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil