Há 70 anos, Cientec aprimora tecnologia do concreto

Há 70 anos, Cientec aprimora tecnologia do concreto

Há 70 anos, Cientec aprimora tecnologia do concreto 150 150 Cimento Itambé

Fundação de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio Grande do Sul é um dos poucos centros de pesquisa do país com setor dedicado à construção civil 

Por: Altair Santos

Um dos mais tradicionais laboratórios para ensaios e análises de materiais de construção civil do país está localizado dentro da Cientec (Fundação de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio Grande do Sul). Em área de 6.200 m², no município de Cachoeirinha, na região metropolitana de Porto Alegre, o centro de pesquisa gaúcho desenvolve um trabalho relevante para o controle de qualidade dos produtos que já estão no mercado e os que encontram-se em fase de desenvolvimento. “Atuamos em consultoria e assessoria técnica, com foco no dimensionamento e correto uso dos materiais de construção civil. Também realizamos vistorias em edificações, com a identificação e o diagnóstico de manifestações patológicas causadas por deterioração, mau uso, falta de manutenção ou utilização inadequada dos materiais”, explica o engenheiro civil Fernando Antônio Piazza Recena. 

Departamento de Materiais de Construção da Cientec: referência em ensaios com concreto.

Recena gerencia o DEMACC (Departamento de Materiais de Construção Civil) cujo laboratório atua fortemente na tecnologia de concretos e argamassas, realizando dosagens experimentais e ensaios para o controle da qualidade, bem como o desenvolvimento de concretos especiais e argamassas otimizadas. “Os testes com o concreto empregado nas bases das torres dos aerogeradores dos parques eólicos de Osório, Tramandaí e Santana do Livramento, no Rio Grande do Sul, e do Parque de Bom Jardim da Serra, em Santa Catarina, foram realizados no DEMACC. Também desenvolvemos no laboratório o concreto empregado na produção das peças pré-moldadas para a composição das torres dos parques instalados no Rio Grande do Sul e no Rio Grande do Norte”, revela o gerente da Cientec, que em 2012 está completando 70 anos. 

O concreto autoadensável também tem sido objeto de pesquisas realizados no DEMACC. “Ainda no campo específico da pesquisa e do desenvolvimento, o laboratório tem trabalhado na identificação e no mapeamento do comportamento dos diversos agregados para verificar o potencial de reação com os álcalis do cimento e com o aproveitamento de resíduos das mais variadas origens e naturezas”, acentua Fernando Antônio Piazza Recena, reforçando que muitos ensaios realizados no departamento da Cientec ajudam a consubstanciar projetos de restauro de prédios históricos no Rio Grande do Sul. Para isso, o DEMACC atua em conjunto com o setor de edificações da Cientec, cujo laboratório é voltado para a avaliação de construções convencionais e sistemas industrializados, promovendo testes e inspeções, além de verificação estrutural de marquises, estruturas de concreto armado e de alvenaria. 

Inovação

A Cientec investe maciçamente na descoberta de produtos inovadores. O mais recente foi conseguido em julho de 2012, com a conquista da concessão da patente do INPI (Instituto Nacional de Propriedade Intelectual). A invenção é um equipamento de calcinação de materiais cálcicos em leito fluidizado. A tecnologia permite a obtenção de produto cimentante ou aglomerante destinado a construção civil, para aplicação em trabalhos não estruturais, como assentamento de tijolos em alvenarias diversas, revestimentos, assentamento de pisos e contrapisos. Outro aspecto importante desta tecnologia é seu baixo impacto ambiental, onde destacam-se as mínimas emissões de NOx e SOx, assim como de particulados sólidos, que são capturados e integrados aos materiais cimentantes.

 
Entrevistado
Fernando Antônio Piazza Recena, gerente do DEMACC (Departamento de Materiais de Construção Civil) vinculando a Cientec
Currículo
– Fernando Antônio Piazza Recena é graduado em engenharia civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) 1977
– Tem mestrado em engenharia pela mesma UFRGS (1994) e doutorado em engenharia pela UFRGS (2011)
– É pesquisador da Cientec desde 1978, onde ocupa o cargo de gerente do Departamento de Materiais de Construção Civil (DEMACC) desde 1979
– É professor da Faculdade de Engenharia da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RS) da cadeira de materiais de construção
– Também é consultor independente
Contato: http://www.cientec.rs.gov.br  / recena@cientec.rs.gov.br
Créditos foto: Divulgação/Cientec 

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB2330

 

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil