Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Gestão de estratégia

Comportamento e Carreira, Gestão, Gestão Estratégica, Marketing e Vendas 3 de agosto de 2010

Apenas planejar uma estratégia não é suficiente para o sucesso: a execução deve ser acompanhada corretamente

Por: Lilian Júlio

Planejar uma estratégia não é mais garantia de sucesso para a empresa. A revista Fortune publicou a seguinte frase: “menos de 10% das estratégias formuladas são efetivamente executadas”. A mesma questão é levantada por Larry Bossidy, ex-presidente da Honeywell, lembrando que a maioria das estratégias falha porque não é bem executada. Já que apenas a execução é tão importante para o sucesso, como gerir uma estratégia? 

“Gestão e planejamento da estratégia estão intrinsecamente ligados”.

Fanny Schwarz é sócia diretora da Consultoria Symnetics Brasil e conta que é importante trabalhar planejamento e execução em conjunto. “A gestão de forma integrada ao planejamento da estratégia é primordial para o sucesso da empresa”, explica. “Gestão e planejamento são um processo contínuo e estão intrinsecamente ligados”.

“O planejamento estratégico tem grandes benefícios que não devem ser deixados de lado, mas é importante trabalhar com as duas frentes em conjunto”, avalia Fanny. De acordo com a consultora, os principais benefícios do planejamento são ter um objetivo delimitado de qual é o posicionamento que a empresa quer alcançar e alinhar os líderes da organização. “O alinhamento começa na liderança da empresa e atinge todos os colaboradores”.

O gestor da estratégia

Para garantir a boa execução da estratégia é importante que a empresa defina um líder responsável por ela: o gestor daquela estratégia. “Este líder deve ser referência para os colaboradores, mas também deve ouvir a organização e os funcionários acerca da aplicação da estratégia. É manter o processo vivo na organização”, explica Fanny. Ela lembra que, em muitas estratégias, estamos lidando com mudanças. “A organização está saindo de um patamar e implementando uma nova realidade. Existe uma série de desafios, então é importante saber lidar com as dúvidas que forem surgindo”.

Saiba mais sobre como gerir uma mudança na matéria Mudanças organizacionais devem envolver toda a empresa (http://www.cimentoitambe.com.br/massa-cinzenta/mudancas-organizacionais-devem-envolver-toda-a-empresa/).

A principal atuação do gestor da estratégia deve ser montar a sua implementação. Uma dica de Fanny é que a empresa desenvolva um programa de acompanhamento. “Esse monitoramento pode acontecer tanto informal – no cotidiano da empresa – quanto formalmente, em reuniões pré-agendadas”, explica. Ao gestor cabe levar o grupo de líderes e funcionários a refletirem sobre a estratégia, inclusive avaliando o que deve ser modificado ao longo do trabalho. “A boa combinação do formal com o informal é fundamental para alavancar e até mesmo manter uma empresa no mercado”, justifica a consultora.

Passo a passo da gestão

A gestão da estratégia deve ser adaptada à realidade da empresa, mas existem passos que podem ser utilizados em qualquer situação.

Definir a estratégia. Nesse ponto é feito o planejamento, que define quais são os objetivos da empresa.

Traduzir a estratégia. Muitas vezes os pilares estratégicos não estão numa linguagem adequada a todos os funcionários, então é preciso traduzi-los em objetivos claros para a empresa.

Alinhar a estratégia na organização. Aqui começa o desdobramento da estratégia, com as equipes entendendo seu papel dentro do planejamento.

Vincular alteração com estratégia. Quais serão as mudanças na rotina da empresa? Quais serão os projetos (com começo, meio e fim) que irão contribuir para a aplicação da estratégia?

Monitoramento da estratégia. Aqui o gestor deve manter uma disciplina de acompanhamento da estratégia e dos colaboradores da empresa.

Aprendizado da estratégia. O monitoramento contínuo traz oportunidades de reflexão. A estratégia continua válida? O aprendizado se dá por reestruturações da estratégia.

A partir desse ponto Fanny conta que o processo vira um ciclo – a etapa de aprendizado se funde com a do planejamento. “Esse processo deve ser incentivado para que a empresa sempre cresça e aprenda com suas experiências”, afirma Fanny, de forma a dar continuidade ao círculo virtuoso da boa estratégia.

Entrevistada:
Fanny Schwarz
Currículo
Fanny Schwarz é Sócia Diretora da Consultoria Symnetics Brasil, uma empresa de Consultoria e Educação Latino Americana focada em Gestão da Estratégia. Fanny possui mais de 13 anos de experiência em gerenciamento estratégico.

Jornalista responsável: Silvia Elmor – MTB 4417/18/57 – Vogg Branded Content


Tags:
Leia também:

2 Comentários