Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Fôrmas para parede de concreto protagonizam na Bauma

Agenda de Eventos, Área Técnica, Sobre Concreto, Universidade e Pesquisa 20 de abril de 2016

Equipamentos mostrados na feira alemã revelam o quanto evoluíram. Agora, podem atender de casas a arranha-céus com até 150 pavimentos

Por: Altair Santos

As empresas que fabricam fôrmas para paredes de concreto foram as protagonistas na Bauma 2016, que aconteceu de 11 a 17 de abril em Munique, na Alemanha. Entre as inovações, estavam fôrmas para construir arranha-céus com até 150 pavimentos. Elas suportam 40 toneladas de carga e vêm com adaptadores para aguentar os braços dos lançadores de concreto.

Fôrma com aquecimento para ajudar na cura do concreto em regiões com inverno intenso

Fôrma com aquecimento para ajudar na cura do concreto em regiões com inverno intenso

Outra novidade: fôrmas com sistema de aquecimento, que ajudam na cura do concreto em temperaturas congelantes. Além disso, as fôrmas multifuncionais também ganharam destaque. Elas podem ser usadas para construir de casas a edifícios de até 20 pavimentos. Sem contar as fôrmas de plástico, cada vez mais em uso na Europa.

“Fôrmas inteligentes” também chamaram a atenção na Bauma. Esse modelo mede em tempo real quando o concreto atinge a resistência para a desforma. O sistema envia dados através de um aplicativo. A mesma fôrma também evita desperdício. Durante a concretagem, ela emite sinais de alerta quando está prestes a ser completada pelo material, o que possibilita a redução do fluxo da betoneira, evitando o risco de transbordamento. Todos os equipamentos, garantem os fabricantes, estão adequados à norma técnica DIN EN 12812, que define critérios para o uso de fôrmas na construção civil europeia. No Brasil, a norma que trata do tema é a ABNT NBR 14931:2014 – Execução de estruturas de concreto – Procedimento.

Software BIM executa o projeto já com a modelagem das fôrmas

Software BIM executa o projeto já com a modelagem das fôrmas

Mas as surpresas na Bauma foram além no que se refere às fôrmas para concretagem. Elementos fabricados por impressoras 3D, vinculados a projetos elaborados por meio do sistema BIM, também já são possíveis. O software define os vários planos de uma obra, como sistemas elétricos e hidráulicos, e as fôrmas podem ser impressas de acordo com o projeto, já prevendo todos os pontos para encanamento e passagem de conduítes. Nesta tecnologia, as fôrmas utilizam o plástico como material para a impressão. “Já saímos daqui com fila de encomendas”, disse Jürgen Obiegli, presidente do conselho-executivo da Doka, fabricante austríaco de fôrmas, e que expôs na Bauma.

A feira

A Bauma é atualmente a feira relacionada à cadeia produtiva da construção civil que mais atrai público no mundo. Em sete dias, ele recebeu 580 mil visitantes de 200 países. Realizada de três em três anos, a edição de 2016 teve um crescimento de 9% no número de visitas em relação a 2013. As nações com maior número de pessoas que foram à Bauma são Áustria, Suíça, Itália, França, Holanda, Reino Unido, Suécia, Rússia, Polônia e República Tcheca. Em relação aos expositores, empresas de 58 países mostraram seus produtos na feira alemã. Ao todo, havia 3.423 expositores -1.263 da Alemanha e 2.160 de outros países. Em sua 31ª edição, a Bauma é citada como o principal evento do planeta para se apresentar novidades relacionadas a máquinas, veículos e outros equipamentos para a construção civil. A próxima feira vai acontecer de 8 a 14 de abril de 2019, sempre em Munique.

Fôrmas de plástico começam a dominar o mercado europeu

Fôrmas de plástico começam a dominar o mercado europeu

Entrevistado
Messe München GmbH, empresa organizadora da Bauma (via assessoria de imprensa)
Contato: info@messe-muenchen.de

Créditos Fotos: Divulgação/Bauma2016

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Leia também:

1 Comentário