Financiamento imobiliário da Caixa é recorde histórico

Financiamento imobiliário da Caixa é recorde histórico

Financiamento imobiliário da Caixa é recorde histórico 150 150 Cimento Itambé

De janeiro a abril, setor somou R$ 10 bilhões e passou 104% o total registrado no mesmo período de 2008

O financiamento imobiliário pela Caixa Econômica Federal (CEF) somou R$ 10 bilhões de janeiro a abril. O valor é recorde e supera em 104% o total registrado no mesmo período de 2008. O número de unidades chegou a 207 mil, com expansão de 114% na comparação com o intervalo equivalente do ano passado. Em nota, o vice-presidente de governo da Caixa, Jorge Hereda, informou que o financiamento habitacional até abril ultrapassou os R$ 8,9 bilhões de 2008 e representa o dobro do total financiado em 2003.

De 14 de maio a 21 de junho, a Caixa realizará a quinta edição do Feirão Caixa da Casa Própria, em dez cidades. Nos cinco primeiros feirões, estarão disponíveis 109 mil imóveis, incluindo novos, usados e na planta. O evento será realizado, inicialmente, no Rio de Janeiro e em seguida em Salvador, Curitiba, Uberlândia, Belo Horizonte, São Paulo, Brasília, Recife, Porto Alegre e Fortaleza. Em 2008, o evento movimentou R$ 4 bilhões entre valores contratados e negócios encaminhados. A Caixa tem a expectativa que o Feirão deste ano supere os anteriores.

As linhas de financiamento da Caixa atendem a todas os segmentos de renda, com prazo de até 30 anos e prestações decrescentes. Os juros variam de TR mais 4,5% a 11,4% ao ano.

Diante da demanda causada pelo lançamento do pacote habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, a Caixa já trabalha com a possibilidade de ultrapassar o orçamento deste ano na concessão de financiamentos habitacionais, que é de R$ 27 bilhões. Segundo a superintendente nacional de habitação do banco, Bernadete Coury, a expectativa se baseia no ritmo forte de novas contratações de empréstimos imobiliários verificado nos quatro primeiros meses do ano.

Os R$ 27 bilhões em recursos se compõem de dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), das cadernetas de poupança e da própria Caixa Econômica.

Fonte: jornal O Estado de S. Paulo

Jornalista responsável – Altair Santos MTB 2330 – Tempestade Comunicação

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil