Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Rotina na Europa: obras executadas no final de semana

Gestão de Obras, Inovação, Sobre Concreto, Tendências construtivas 21 de julho de 2016

Em menos de três dias, túnel pré-fabricado pesando 3.600 toneladas foi instalado em rodovia da Holanda, sem interromper tráfego de veículos

Por: Altair Santos

Túneis, pontes e passarelas montados em um final de semana, sem interferir no trânsito e sem causar transtornos para a população local. Este tipo de obra urbana, viabilizada cada vez mais rápido, já é rotina na Europa. Nos países escandinavos, as concessionárias de rodovias investem maciçamente em equipamentos e mão de obra especializada para empreender um volume cada vez maior de construções que demandem cronogramas enxutos de execução.

Instalação do túnel pré-fabricado de concreto começou na noite de sexta, dia 20 de maio, e terminou na madrugada de segunda-feira, 23 de maio

Instalação do túnel pré-fabricado de concreto começou na noite de sexta, dia 20 de maio, e terminou na madrugada de segunda-feira, 23 de maio

A solução está nas estruturas à base de elementos pré-fabricados de concreto, como ocorreu recentemente na autopista A12 – uma das mais movimentadas da Holanda. O organismo que faz a gestão das obras de infraestrutura rodoviária no país, conhecido como Rijkswaterstaat, precisava fazer um túnel ligando as pequenas cidades de Ede e Grijsoord, sem interromper o tráfego na estrada. Todo o planejamento foi para que a obra começasse às 20h de sexta-feira, 20 de maio de 2016, e se estendesse até às 5h da segunda-feira seguinte, 23 de maio.

O projeto previa retirar 12 mil m³ de terra, para assentar uma estrutura pré-fabricada de concreto, com 3.600 toneladas, medindo 70 metros de comprimento e 13,5 metros de largura. A obra ficou a cargo da construtora holandesa Heijmans, especializada em empreender tecnologias inovadoras em obras relacionadas à mobilidade urbana, e que atua como concessionária de um dos trechos da A12 até 2032. “Elaboramos esse projeto do começo ao fim, que inclui concepção, construção, financiamento e manutenção”, explica Mark Thompson, CEO da Heijmans.

Obra ecologicamente correta
Questões ambientais também obrigaram que o túnel fosse pré-fabricado, pois promover a construção in loco poderia comprometer a fauna da região. “Existe uma reserva animal perto da região e a obra precisou contemplar também passagens para as espécies que habitam o parque, sem que elas ficassem expostas ao fluxo de veículos”, completou Mark Thompson. A Heijmans empreende outras obras semelhantes ao longo da A12, como a construção de viadutos e passarelas. Todas as obras têm uma característica em comum: não interromper o fluxo de veículos.

A importância do túnel ligando Ede e Grijsoord é que os moradores que habitam as duas cidades-dormitórios, e trabalham em Haia, enfrentavam congestionamentos de até cinco quilômetros para sair da A12 e pegar um antigo contorno. O trajeto para a entrada das cidades também foi encurtado em 11 quilômetros. “Foi realmente a melhor solução e aprovamos integralmente”, disse Jan Hendrik Dronkers, diretor-geral de obras públicas da Rijkswaterstaat.

Outras quatro passagens semelhantes serão construídas ao longo da A12. As estruturas de pré-moldado já estão em fabricação, e cada uma delas receberá cerca de 28 mil m³ de concreto. A construtora Heijmans também já tem obras semelhantes contratadas na Bélgica e na Alemanha, em que será empregada a mesma tecnologia.

Veja timelapse com a construção do túnel na A12 da Holanda

Entrevistados
Rijkswaterstaat e construtora Heijmans (via departamentos de comunicação)
Contatos
civiel@heijmans.nl
informatiepuntwvl@rws.nl

Crédito Foto: Divulgação/Heijmans

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Leia também:

1 Comentário