Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Empresas ligadas à construção civil são líderes de crescimento no Brasil

Gestão, Mercado da Construção 31 de agosto de 2011

Edição 2011 do tradicional ranking da revista O Empreiteiro mostra que em cinco anos a receita bruta do setor teve expansão média de 160%

Por: Altair Santos

Apesar de o investimento em infraestrutura não ser o ideal – estudo apresentado em seminário da Fundação Getúlio Vargas aponta que em 2010 chegou a 2,54% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional, quando o ideal seria 6% – as construtoras brasileiras têm conseguido, desde 2005, obter um ritmo de crescimento inigualável. É o que aponta o tradicional ranking da revista O Empreiteiro, cuja versão 2011 foi recentemente lançado.

Leonardo Young, diretor da revista O Empreiteiro: entre 2005 e 2010, construção civil cresceu mais que o PIB do Brasil

Elaborado com base em dados de 2010, o levantamento mostra que desde 2005 houve expansão de 160% da receita bruta das cem maiores construtoras do Brasil. Só em 2008 – considerado o melhor ano da década para o setor -, o crescimento atingiu 49,59%. Somando o desempenho, essas empresas faturaram no ano passado mais de R$ 69 bilhões. “Comparando as curvas de crescimento, percebe-se que a construção civil expandiu mais do que o PIB do país de cinco anos para cá”, analisa Leonardo Young, diretor da revista O Empreiteiro.

Ainda segundo Leonardo Young, o cenário seguirá positivo, principalmente para aquelas empresas da “construção pesada”. “Como tem muitas obras de infraestrutura a serem feitas, como aeroportos, rodovias e de transporte público, a avaliação é que para os próximos anos existam fundamentos sólidos para acreditar que este crescimento vai continuar”, avaliou, ancorado por uma pesquisa que acontece há 41 anos e que consulta 2.500 empresas no país para formar o ranking da revista O Empreiteiro.

Em comparação com a lista de 2010, o grupo das dez maiores construtoras se manteve inalterado até a 5ª posição. A Norberto Odebrechet segue líder, seguida de Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão e OAS. A Delta Construções inverteu de posição com a Galvão Engenharia, que agora é a 7ª. Houve também mudanças na 8ª colocação, ocupada pela MRV; na 9ª posição, onde está a Construcap CCPS, e na 10ª, posto da Mendes Júnior. No entanto, quem deu um grande salto foi a A.R.G, de Minas Gerais, que ganhou 25 posições e aparece em 12ª.

O ranking 2011 também traz as empresas que tiveram as maiores variações de receita de um ano para o outro. Entre as seis que deram saltos importantes está a paranaense Cobec, cuja receita variou positivamente 220% de 2009 para 2010. A maior variação, no entanto, foi da paulista Terran Engenharia – 669% em relação a 2009. ”Todas as cem construtoras do ranking tiveram variações positivas de receita. Isso mostra que não dá para falar em crise no setor de construção”, resume o diretor da revista O Empreiteiro.

A publicação analisa que os eventos Copa do Mundo 2014, Olimpíadas 2016, PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e Minha Casa, Minha Vida fizeram parte de um primeiro ciclo de crescimento e que uma nova etapa de negócios para a construção civil deve avançar pelos setores de mineração, siderurgia, agronegócios e petróleo. “Eles prometem um fluxo contínuo de novos empreendimentos para atender a demanda doméstica e global”, diz editorial da revista O Empreiteiro.

Região Sul
Dentro de seu ranking, a publicação também separa as empresas por região. No Sul, entre as cinco primeiras quatro são do Paraná. Quem lidera a lista é a Toniolo, Busnello, do Rio Grande do Sul, que no ranking nacional é a 32º. Depois vêm C.R. Almeida Engenharia de Obras, J. Malucelli Construtora, Ivaí Engenharia e Plaenge Engenharia. A lista da revista O Empreiteiro selecionou 28 empresas da região. Treze são do Paraná, onze do Rio Grande do Sul e quatro de Santa Catarina. “A representatividade do Sul do país tem crescido ano a ano no ranking”, cita Leonardo Young.

De acordo com o editor da revista, a edição que traz o ranking funciona atualmente como um guia de consulta para as empresas. “A visibilidade é enorme e serve de referência para negócios. A revista fica o ano todo nas mesas de muitos diretores e presidentes das maiores empresas de engenharia do país”, garante.

Confira
Veja o ranking completo da revista O Empreiteiro

Entrevistado
Leonardo Young, diretor da revista O Empreiteiro

Currículo
: Fundador da revista O Empreiteiro, e graduado em Administração de Empresas
Contato: leonardo@revistaoempreiteiro.com.br

Crédito: Divulgação/O Empreiteiro

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330


Leia também:

1 Comentário