Teotônio Costa Rezende: governo está sempre atento ao risco de bolha imobiliária.