Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Sucesso da construção passa pelo layout do canteiro de obras

Área Técnica, Construindo Melhor, Gestão, Gestão de Obras 10 de outubro de 2017

Mapear trabalho no local da construção permite economia em deslocamentos, preserva materiais e máquinas e aumenta a segurança dos operários

Por: Altair Santos

Produtividade, cumprimento de prazos e projeto que não estoure o orçamento é o pano de fundo ideal para todas as construções. Mas como atingir essas metas? O primeiro passo é executar o layout do canteiro de obras, ou seja, fazer a disposição física de pessoas, equipamentos e materiais da maneira mais eficiente possível. É um mapa de trabalho que possibilita reduzir ao mínimo as operações dentro do local da construção. Dessa forma, economiza-se em deslocamentos na busca de materiais e equipamentos e também se ganha segurança no local da obra.

Guilherme Andrade, no Concrete Show 2017: o layout é especialmente importante para construções em alvenaria estrutural

Guilherme Andrade, no Concrete Show 2017: o layout é especialmente importante para construções em alvenaria estrutural

Layouts bem concebidos de canteiros de obras podem fazer com que o cronograma do empreendimento seja cumprido com até 20% de antecedência, gerando, consequentemente, redução de custo e mais produtividade da equipe. “Quem olha um canteiro de obras, e não entende dessa logística, pode pensar que tudo ali foi colocado aleatoriamente. Mas não. Um canteiro de obras com um layout bem definido planeja, inclusive, o percurso dos caminhões que vão trazer os materiais e o concreto para o canteiro de obras, pois isso gera economia de tempo e dinheiro”, explica o engenheiro civil Guilherme Andrade, em palestra no Concrete Show 2017.

Especialista em planejamento de canteiro de obras, Andrade lembra que é preciso pensar o local do empreendimento como uma linha de produção. “Hoje, o engenheiro de obras não pode ser um engenheiro civil apenas. Ele precisa ser um engenheiro civil de produção, mesclando os conhecimentos da engenharia civil com as metodologias da engenharia de produção. Planejamento, logística e racionalização são as palavras-chaves que devem nortear o trabalho no canteiro, para que se possa alcançar um novo patamar ideal de produtividade”, cita o engenheiro.

Paradigma da construção brasileira
Em sua palestra, Guilherme Andrade lembra que existem quatro elementos que influenciam em 80% a produção de uma obra: concreto, massa, argamassa e tijolos ou blocos de concreto. “Planejar onde serão estocados os pallets de blocos ou tijolos, qual o percurso da betoneira e onde ela vai descarregar o concreto já é meio caminho andado para que o empreendimento consiga ser bem-sucedido”, diz o especialista, lembrando que até a meteorologia precisa ser levada em consideração. “Se a obra vai ocorrer em um período chuvoso ou não, a estratégia de operação do canteiro de obras precisa se adequar ao tipo de clima”, completa.

O projeto do layout de um canteiro de obras pode levar até dez meses para ser planejado, dependendo do tamanho do empreendimento – principalmente, em se tratando de alvenaria estrutural. “Mas esse tempo é compensado com o fluxo de trabalho quando a construção começa”, diz Guilherme Andrade, citando um paradigma da construção civil brasileira que precisa ser superado. “Em países como Coreia do Sul, Japão, Estados Unidos e Alemanha, a produtividade de um operário da construção civil é de 105 m2 por mil horas trabalhadas. Aqui, não conseguimos superar 35 m2 por mil horas trabalhadas. Com planejamento no canteiro de obras é possível melhorar sensivelmente esse parâmetro”, conclui.

Entrevistado
Engenheiro civil Guilherme Andrade, sócio-diretor da Macro Engenharia & Consultoria e especialista em planejamento e racionalização da produção em canteiros de obras

Contatos
guilherme.macroengenharia@gmail.com
guilherme@macroconsultoria.com

Crédito Foto: Cia. de Cimento Itambé

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Leia também: