Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Concurso habitação para todos

Área Técnica, Construção Sustentável, Construindo Melhor, Sobre Cimento, Sobre Concreto, Sustentabilidade, Teoria e Prática, Universidade e Pesquisa 23 de novembro de 2010

A iniciativa do IAB-SP e CDHU pretende fomentar projetos de habitação de interesse social sustentáveis no país

Por: Michel Mello

Desenvolver a qualidade estética e promover novos projetos sustentáveis para as Habitações de Interesse Social (HIS), esse foi o mote do concurso “Habitação para todos – Concurso Nacional de Projeto de Arquitetura de Novas Tipologias para Habitação de Interesse Social Sustentáveis”. A promoção é fruto de uma parceria entre o Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo (IAB-SP) e a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU).

Os trabalhos vencedores serão prontamente contratados pela CDHU para a construção de conjuntos habitacionais nas cidades de São Paulo, Botucatu, Piracaia, Laranjal Paulista e dois empreendimentos em Itapecerica da Serra.

A avaliação dos trabalhos foi realizada por um júri formado por profissionais do IAB e da CDHU, onde foi observada a viabilidade econômica, a sustentabilidade, a urbanidade e as soluções de acessibilidade. O primeiro lugar em cada uma das categorias recebeu um prêmio de R$ 50 mil e o segundo lugar R$ 25 mil.

Categorias

Os projetos foram avaliados em seis categorias diferentes:
1) casas térreas;
2) casas escalonadas;
3) sobrados;
4) edifícios de três pavimentos;
5) edifícios de quatro e cinco pavimentos; e
6) edifícios de seis e sete pavimentos.

Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo

Para a presidente do IAB-SP, Rosana Ferrari, “o instituto foi procurado pela CDHU por ter credibilidade e condições de realizar esse concurso”. A partir da assinatura de um Protocolo de Intenções entre CDHU e IAB-SP, foi elaborado um contrato de parceria com base na Lei de Licitação. “Pois, esse concurso é uma modalidade de licitação e o IAB-SP recomenda que se realizem concursos ao invés de contratação”, afirma a presidente.

“O Termo de Referência definiu as bases das seis tipologias integrantes do concurso. No total foram 18 prêmios: seis prêmios de 1º lugar; seis prêmios de 2º lugar e seis menções honrosas. Foram 111 projetos inscritos. Desses, 61 projetos realmente concorreram à premiação”, destaca Rosana.
CDHU

Para o engenheiro e diretor técnico da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), João Abukater Neto o “principal mérito deste concurso foi a participação de 61 escritórios de arquitetura, que envolveram inúmeros profissionais na concepção dos projetos. Agora, esperamos que este resultado seja compartilhado com estudantes, arquitetos e todos os interessados no desenvolvimento de alternativas para a construção de habitações de interesse social sustentável. A próxima etapa será colocar em prática os seis projetos vencedores e esperamos fazer isso o mais rápido possível”.

Critérios

Os critérios para a escolha dos projetos vencedores foram: projeto, planilha de custos e a conformidade com o edital definido pelo Termo de Referência. Além de especificações técnicas, estéticas e de sustentabilidade.

NBR 15.575

Antecipando a entrada em vigor da ABNT NBR 15.575, que trata do desempenho térmico e acústico das edificações de até cinco pavimentos, uma das preocupações deste concurso foi a de premiar iniciativas que trouxessem maior qualidade e desempenho na execução e nos materiais utilizados atendendo à Norma para as construções das Habitações de Interesse Social (HIS) na busca por melhores condições de moradia.

Índia

Outros países já buscam essas tecnologias desenvolvidas no concurso. A presidente do IAB-SP afirma que “arquitetos indianos têm procurado conhecer as iniciativas premiadas e as soluções arquitetônicas desenvolvidas no Brasil para a utilização nestes países”.

Coletânea de projetos

Todos os 61 projetos que concorreram no concurso serão publicados em uma coletânea, um livro sobre esses projetos a ser lançado em dezembro de 2010 pelo IAB-SP e CDHU. “Essa é uma iniciativa inédita no país e temos que divulgar esses projetos”, destaca Rosana.

Interessa? Saiba mais sobre cada um dos projetos nas próximas edições do Massa.

Resultados

GRUPO 1  –  CASAS TÉRREAS



 

1º Lugar – Projeto 3
Autores: Gustavo dos Santos Corrêa Tenca, Giuliano Augusto Pelaio, Inácio Cardona e Érica Cristina Rodrigues Souza.

 

 

 

 

 

 

2º Lugar – Projeto 1
Autor:
Adriana Blay Levisky

 

 

 

 

 

 

 

2º Lugar – Projeto 3
Autores:
Maria Stella Boechat Cordeiro, Peter Malaga e Martin Lukac.

GRUPO 2  –  CASAS ESCALONADAS

1º Lugar – Projeto 1
Autores: Augusto Aneas, Fernão Morato e Guilherme Gambier Ortenblad.

GRUPO 3 – SOBRADOS

1º Lugar – Projeto 11
Autor:
Carlos Cesar Arcos Ettin

2º Lugar – Projeto 1
Autores: Carolina Neuding Afif Domingos, Kelly Lorenzetti Tiroli, Leonardo Nakaoka

GRUPO 4  –  EDIFÍCIOS DE 3 PAVIMENTOS

1º Lugar – Projeto 2
Autores: Monica Drucker e Ruben Otero

2º Lugar – Projeto 1
Autores:
Pascoal Mario Costa Guglielmi, Pedro Ribeiro Guglielmi e Eugenio Amodio Conte.

GRUPO 5  – EDIFÍCIOS DE 4 PAVIMENTOS

1º Lugar – Projeto 11
Autores: Gregory Bousquet, Carolina Bueno, Olivier Raffaëlli e Guillaume Sibaud.

2º Lugar – Projeto 12
Autora:
Letícia Pezzin Fiebig

GRUPO 6  – EDIFÍCIOS DE 6 E 7 PAVIMENTOS

1º Lugar – Projeto 3
Autores: Lucas Fehr, Mario Figueroa e Daniel Bonilha.

2º Lugar – Projeto 7
Autor:
Alter Smith, Sylvain Gasté, Romain Rousseau e Franck Biron

Entrevistados:

Rosana Ferrari
Currículo

– Arquiteta pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas).
– Especialista em Urbanismo Moderno e Contemporâneo pela pós-graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas.
– Presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB, Departamento São Paulo.
Contato: presidente@iabsp.org.br, arquiteta.jundiai@rosanaferrari.com.br

João Abukater Neto
Currículo

– Formado em Engenharia civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (PoliUSP).
-Diretor técnico da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano de São Paulo (CDHU).
Contato: imprensa@cdhu.sp.gov.br

Jornalista responsável: Silvia Elmor – MTB 4417/18/57 – Vogg Branded Content


Tags:
Leia também:

4 Comentários