Aos 35 anos, Concresul não para de inovar

Filial da Concresul em Veranópolis-RS: empresa se expande no Rio Grande do Sul.

Aos 35 anos, Concresul não para de inovar

Aos 35 anos, Concresul não para de inovar 1024 634 Cimento Itambé

Parceira da Cia. de Cimento Itambé, empresa é pioneira em produção de pedra britada, concreto dosado em central e areia de pedra no Rio Grande do Sul

Por: Altair Santos

Em agosto de 2014, a Concresul completa 35 anos. Se uma palavra pode resumir sua trajetória, esta é pioneirismo. No Rio Grande do Sul, onde está concentrado o mercado da empresa, ela é conhecida pela inovação. Foi a primeira a investir na industrialização da pedra britada. Da mesma forma, lançou-se à frente na produção de concreto dosado em central e mais recentemente passou a se dedicar à fabricação de areia de pedra. Sem falar na sua tradição no setor de pavimentação asfáltica. “Por apostarmos no pioneirismo, tivemos uma grande ascensão nestes 35 anos. O balanço é amplamente positivo, principalmente por termos uma equipe coesa, que sempre trabalhou para se afirmar no mercado”, avalia Pedro Antônio Reginato, sócio-gerente da Concresul.

Pedro Reginato: concreto usinado responde por 70% do faturamento da Concresul.

Com sede em Bento Gonçalves-RS, a empresa amplia cada vez mais sua participação no setor da construção civil gaúcha. Está abrindo uma nova filial em Novo Hamburgo, na região do Vale dos Sinos, e para o ano que vem projeta a instalação de outras unidades. A ampliação vem acompanhada da qualidade e do maciço investimento em equipamentos. Já é norma na Concresul manter intercâmbio com fabricantes europeus que operam na Espanha, na Itália e na França,a fim de atualizar seu maquinário, acompanhar o que é feito fora do Brasil e manter o padrão de seus produtos. Além disso, a empresa não mede esforços para aprimorar seu modelo de gestão. Tanto é que há 10 anos detém a certificação ISO 9001. “Ela nos ajuda a manter um processo de melhoria contínua”, diz Reginato.

Concreto é carro-chefe

Filial da Concresul em Veranópolis-RS: empresa se expande no Rio Grande do Sul.

Neste 35 anos, a Concresul também valorizou suas parcerias. Entre as mais antigas está a com a Cia. de Cimento Itambé. “A Itambé é uma parceira de 30 anos. Costumo dizer que crescemos juntos e trocamos muitas experiências. É uma empresa-modelo para nós”, cita Pedro Reginato, que no portfólio de produtos da Concresul destaca a fabricação de concreto dosado em central. “O nosso carro-chefe é o concreto, que responde por 70% de nosso faturamento, seguido de 30% do asfalto a quente”, completa Reginato, lembrando de quando começou a fabricar o concreto dosado em central, em 1982. “Tivemos que convencer o mercado, que na época trabalhava com o sistema tradicional (concreto produzido na obra). Aos poucos, mostramos que o produto industrializado tinha qualidade e facilitava a vida no canteiro de obras”, rememora.

Aliás, conquistar mercado com qualidade e inovação é outra marca registrada da Concresul. Foi essa combinação que permitiu à empresa avançar com a pedra britada no Rio Grande do Sul. “Quando começamos, os construtores usavam os seixos de rio nas obras. Nossa brita foi conquistando espaço, mostrando sua eficiência em termos de pureza e granulometria, o que qualifica o concreto, e hoje temos um mercado sólido. Também fizemos o mesmo com a areia de pedra, que é um segmento que só tende a crescer. Já há vários países que proíbem a extração da areia de rio, por questões ambientais, e não será diferente aqui no Brasil. A Concresul, por exemplo, detém a tecnologia para extrair areia do basalto, por ter investido em equipamentos franceses. Inovar é nossa tradição”, finaliza Pedro Reginato.

Entrevistado
Economista Pedro Antônio Reginato, sócio-gerente da Concresul
Contato
www.concresul.com.br

Créditos Fotos: Divulgação/Concresul

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil