Com um ano, CAU ainda mapeia arquitetos do Brasil

Haroldo Pinheiro, presidente do CAU: conselho investe em tecnologia para aprimorar fiscalização.

Com um ano, CAU ainda mapeia arquitetos do Brasil

Com um ano, CAU ainda mapeia arquitetos do Brasil 921 1024 Cimento Itambé

Censo organizado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo é fundamental para saber quem são e quais são as perspectivas dos profissionais que atuam no país

Por: Altair Santos

Não é à toa que o Conselho de Arquitetura e Urbanismo escolheu o dia 15 de dezembro como data de fundação. O marco coincide com o aniversário de Oscar Niemeyer, que recebeu o registro número 1 do CAU. Em 2012, o conselho, que desvinculou arquitetos e urbanistas do Confea/CREA, completa um ano. Neste período, o maior desafio tem sido identificar os profissionais que atuam em todo o país.

Haroldo Pinheiro, presidente do CAU: conselho investe em tecnologia para aprimorar fiscalização.

Por isso, o CAU promove um censo para mapear a categoria. O trabalho tem sido feito paralelamente à emissão da carteira de identidade profissional de arquitetos e urbanistas. “Agora que temos um conselho exclusivo, pretendemos fazer uma pesquisa abrangente para conhecer quem são os profissionais de arquitetura e urbanismo do Brasil. O objetivo é estratificar o nosso conjunto para podermos nos aproximar e ter um CAU cada vez mais útil para todos”, explica o ouvidor geral do CAU, José Eduardo Tibiriçá.

Os dados mais recentes, divulgados Confea/CREA, revelam que em 2010 havia 79.093 arquitetos e urbanistas e engenheiros-arquitetos no Brasil. Destes, 57,22% concentravam-se na região Sudeste do país, 21,28% na região Sul, 11,73% na região Nordeste, 6,76% no Centro-Oeste e 3,01% no Norte. Ainda de acordo com a pesquisa, que contou com a participação da ABEA (Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo), o Brasil forma anualmente 6.500 profissionais nos 200 cursos espalhados no território nacional.

Com o censo, que tende a atualizar esses números e aprofundar os dados, o Conselho espera definir uma política salarial para a categoria, identificar profissionais de outras áreas que estejam desenvolvendo atividades de atribuição exclusiva a arquitetos e urbanistas e definir a geografia dos profissionais no país, até para estimular a criação de novos cursos em instituições de ensino. Além disso, o CAU trabalha na consagração de um código de ética e na criação de um manual de fiscalização e exercício profissional.
Para o presidente nacional do CAU, Haroldo Pinheiro, além de organizar o Conselho é obrigação da atual diretoria conduzir debates sobre a atualização do ensino de arquitetura e urbanismo, assim como dar ênfase à responsabilidade técnica do setor. “Estamos determinados a lutar pela correta compreensão da importância da nossa profissão e pela universalização do acesso à arquitetura e urbanismo de qualidade”, destaca.

A criação do CAU foi o último decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com data de 31 de dezembro de 2010. Amparado pela lei n.º 12.378, o Conselho dota de personalidade jurídica de direito público o exercício da profissão de arquitetura e urbanismo. De acordo com Haroldo Pinheiro, trata-se de uma “realidade irretornável”. “O apagão que havia sido previsto para a arquitetura e urbanismo não ocorreu. Estamos concluindo as normas fundamentais para o funcionamento do nosso conselho e abrindo discussões públicas sobre os diversos assuntos de interesse da sociedade, no que se refere ao setor”, conclui.

Entrevistado
Haroldo Pinheiro, presidente nacional do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR)
Currículo
– Haroldo Pinheiro é arquiteto e urbanista, formado pela Universidade de Brasília (1980). Entre seus principais trabalhos, é autor do projeto e membro da direção da obra de retrofit do Palácio do Congresso Nacional, em Brasília, com supervisão de Oscar Niemeyer
– Também é coautor do anteprojeto de arquitetura e urbanismo para alteração no centro urbano de Brasília – SHN/SDN, com Lúcio Costa
– Atuou em inúmeros projetos e obras com o arquiteto João Filgueiras Lima (Lelé), fundando, em sociedade, o Instituto Habitat
– Foi presidente nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e membro do Conselho Superior da União Internacional dos Arquitetos (UIA)
– Atualmente é presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR)
Contato: comunicacao@caubr.gov.br  /  www.caubr.org.br

Créditos foto:  Divulgação/CAU

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330
VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil