Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

CEPED tem forte vínculo com a construção sustentável

Gestão, Inovação, Mercado da Construção, Novas Tecnologias, Qualificação Profissional, Teoria e Prática, Universidade e Pesquisa 27 de dezembro de 2012

Foi no centro de pesquisa baiano que, em 1974, surgiram os primeiros estudos no Brasil do uso do tijolo solo cimento em larga escala na construção civil.

Por: Altair Santos

O primeiro centro de pesquisa do país a desenvolver projetos voltados para a construção sustentável foi o CEPED (Centro de Pesquisa e Desenvolvimento) localizado em Camaçari, na região metropolitana de Salvador-BA. Vinculado à Universidade Estadual da Bahia (UNEB) foi lá que germinou o THABA – plano voltado para a construção de habitações de baixo custo, com base na produção de tijolos solo cimento. Em 1974, quando os pesquisadores Francisco Ferreira e Célia Neves escreveram a primeira cartilha de como produzir os artefatos misturando terra, cimento, cal e água, o objetivo era minimizar o déficit habitacional. Hoje, há uma indústria consolidada de tijolo solo cimento, que engloba não apenas a produção de peças, mas de equipamentos para o setor.

Roberto Jorge de Câmara Cardoso: especialidade do centro de pesquisa está focada nos produtos cimentícios.

Atualmente, o CEPED segue envolvido com projetos voltados para o desenvolvimento de produtos da construção civil que agridam menos o meio ambiente. “Estamos trabalhando na pesquisa de componentes à base de cimento reforçado com fibras vegetais e, em parceria com o Lactec, pesquisamos a manufatura de cruzetas a partir de materiais compósitos, para postes de sustentação de rede elétrica”, explica Roberto Jorge de Câmara Cardoso, pesquisador-sênior do CEPED, lembrando que a especialidade do centro de pesquisa, no que se refere a trabalhos vinculados à construção civil, está focada nos produtos cimentícios. “Temos também uma demanda grande para realizar ensaios físicos do concreto em seus estados fresco e endurecido”, completa.

Boa parte dos projetos desenvolvidos no CEPED são financiados por empresas e instituições governamentais. O centro de pesquisa também é requisitado para atuar na formulação de normas técnicas e recentemente passou a abrigar uma incubadora de empresas – a INCUBATEC -, que desenvolve programas de apoio a empreendimentos de base tecnológica, disponibilizando estrutura física e a infraestrutura de seus diversos setores. “Somos um centro de pesquisa multidisciplinar e as empresas incubadas concentram atividades nas seguintes áreas do conhecimento: química, petroquímica, mineração e metalurgia, materiais de construção civil, cerâmicos, poliméricos, meio ambiente e tecnologia de alimentos”, diz Roberto Jorge de Câmara Cardoso.

Uma das virtudes do CEPED foi estimular o mercado de tijolo solo cimento, hoje bem consolidado no Brasil.

Outra função do CEPED é aperfeiçoar a mão de obra a ser absorvida pelo complexo petroquímico de Camaçari. Além disso, os trabalhos desenvolvidos no centro de pesquisa, e voltados ao meio ambiente, resultaram na criação de duas importantes instituições do setor na Bahia: o Centro de Recursos Ambientais (CRA) e a Central de Tratamento de Efluentes Líquidos (CETREL). Quanto ao programa THABA (Tecnologias Alternativas para Habitação de Baixo Custo) ele ajudou a desenvolver planos habitacionais nos seguintes municípios baianos: Rafael Jambeiro, Cícero Dantas, Formosa do Rio Preto, Teofilândia, Seabra, Morro do Chapéu, Coronel João Sá, Uauá, Palmas de Monte Alto, Iramaia, Camamu, Encruzilhada e Ibirapuã. Também levou a Caixa Econômica Federal, desde 2009, a aprovar o uso de tijolos solo cimento nos sistemas construtivos por ela reconhecidos e financiados.

Entrevistado
Roberto Jorge de Câmara Cardoso, pesquisador-sênior do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (CEPED)
Currículo
– Roberto Jorge de Câmara Cardoso é graduado em engenharia química pela Universidade Federal do Ceará (1969). Tem mestrado em ciência dos materiais pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica -ITA (1973), pós-doutorado no IRC in materials for high performance applications – The University of Birmingham, Inglaterra (1994) e Ph.D (área de solidificação de metais) -The University of Sheffield (1984)
– É professor titular de materiais de construção do departamento de ciência e tecnologia dos materiais (DCTM) da UFBA. Desde 1997 também é professor permanente do mestrado em engenharia ambiental urbana (MEAU) da UFBA
– Desempenha a função de pesquisador-sênior no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento (CEPED) em Camaçari, na Bahia
Contato: roberto.rjc@gmail.com
Créditos fotos: Divulgação

Jornalista responsável: Altair Santos – MTB 2330


Leia também:

1 Comentário