Características e benefícios da argamassa estabilizada

Características e benefícios da argamassa estabilizada

Características e benefícios da argamassa estabilizada 150 150 Cimento Itambé

Produto acrescentou limpeza e organização às obras, além de trazer agilidade e praticidade de manuseio aos trabalhadores da construção

Créditos: Engº. Carlos Gustavo Marcondes – Assessor Técnico Comercial Itambé

A industrialização de argamassas ocorreu na década de 50, mas somente nos anos 70 é que foi introduzida na Alemanha uma tecnologia revolucionária de argamassa pronta, capaz de ser embalada em recipientes e preservar por até 3 dias suas características de uso com a consistência desejada. Esta tecnologia convencionou-se chamar de argamassa estabilizada.

A argamassa estabilizada é uma argamassa úmida que vem pronta para o uso, podendo ser utilizada nas seguintes aplicações:

* Assentamento;
* Chapisco;
* Rebocos e emboços de interiores e exteriores;
* Regularização de pisos;
* Sacadas, soleiras e marquises;
* Rejunte de telhas;
* Enchimento de tubulações;
* Impermeabilização de locais inundáveis.

Normalmente, ela é composta por aglomerantes (cimento e/ou cal), areia, água e aditivos que a mantêm trabalhável, sem prejudicar suas propriedades no estado endurecido. A preparação desta argamassa inicia-se em laboratórios especializados, onde todos os materiais componentes passam por um rígido controle de qualidade e aceitação.

Posteriormente, são feitos diversos ensaios para a obtenção de uma argamassa que apresente as propriedades adequadas para cada aplicação, atendendo os requisitos normativos e a boa prática das obras. A produção é feita por centrais dosadoras e, desta forma, consegue-se obter um rígido controle de qualidade, o que garante a homogeneidade do produto e proporciona acabamentos com maior perfeição, diminuindo assim o risco de surgirem patologias.

Após a dosagem do produto, ele é transportado por meio de caminhões betoneira e colocado em caçambas com capacidade de 1/3 de metro cúbico, que servem para armazenamento e transporte dentro do canteiro da obra. Da mesma forma que o concreto, as principais propriedades da argamassa são controladas na própria na obra. No estado fresco analisa-se a consistência, densidade, ar incorporado e tempo de trabalhabilidade. No estado endurecido, estuda-se a resistência à compressão e aderência.

Dentre os benefícios que podem ser percebidos visualmente em uma obra que utiliza este sistema, podemos citar limpeza e organização, já que sua utilização evita a estocagem e manuseio de cimento, areia e cal na própria obra.

De acordo com o engenheiro Antônio César Lima, da Sial Construções Civis Ltda., o uso deste sistema também é fundamental para obras que necessitam de rapidez na execução. A agilidade e a praticidade de manuseio são algumas vantagens que devem ser observadas, pondera.

Outras vantagens da argamassa estabilizada, quando a comparamos com argamassas convencionais feitas em obras, são:

* Melhor homogeneidade resultando em melhor acabamento;
* Menor permeabilidade;
* Menor taxa de exudação:
* Facilidade carga e descarga;
* Não se faz necessário ter na obra, tomada d`água e eletricidade para instalar equipamentos;
* Maior rendimento do trabalho, por que evita parada da obra para o preparo da mesma;
* Maior precisão do custo da argamassa;
* Menor esforço do pedreiro o que conseqüentemente reduz o risco de problemas laborais;
* Retira do pedreiro a responsabilidade da fabricação.

No entanto, para o aproveitamento de todas as vantagens deste produto, é necessário uma boa informação e assessoramento nas obras. Por exemplo: deve-se cuidar para que a quantidade seja suficiente para uma jornada de trabalho, deixando sempre um estoque para iniciar os trabalhos no dia seguinte.

As peças de alvenaria devem estar na umidade adequada para aplicação da argamassa. Além disso, é preciso atentar para a altura das fiadas no assentamento. Em um mesmo dia não devem ser executadas muitas fiadas, para não correr o risco de amassar o cordão de argamassa das fiadas iniciais. Deve-se curar a argamassa, principalmente quando houver altas temperaturas ou ventos fortes. Em dias de chuva, deve-se suspender a operação quando a parede não estiver protegida, para evitar erosões nas juntas.

Geralmente, os incorporadores de ar e estabilizadores de pega para a fabricação de argamassa estabilizada são fornecidos por empresas de aditivos químicos existentes no mercado brasileiro.

Jornalista responsável – Altair Santos MTB 2330 – Tempestade Comunicação

VEJA TAMBÉM NO MASSA CINZENTA

MANTENHA-SE ATUALIZADO COM O MERCADO

Cadastre-se no e receba o informativo semanal sobre o mercado da construção civil