Cimento Itambé

Portal Itambé
Ligue-nos

Calçadas se adaptam aos usuários de smartphones

Gestão, Gestão de Obras, Infraestrutura 16 de março de 2017

Na China, na Holanda e na Alemanha, cidades procuram se adequar às novas tecnologias e aos hábitos dos pedestres, e exportam ideias

Por: Altair Santos

Pedestres que caminham manuseando smartphones têm trazido preocupação aos gestores das cidades. O motivo é o aumento de acidentes, como atropelamentos e quedas, por causa da desatenção com o trânsito ou obstáculos nas vias. Por enquanto, a melhor solução para minimizar esses problemas tem sido adaptar as calçadas.

Iluminação de LED instalada em cruzamento da Bodegraven-Reeuwijk: calçada high-tech

Iluminação de LED instalada em cruzamento da Bodegraven-Reeuwijk: calçada high-tech

Em Chongqing, na China, foram criadas vias exclusivas para quem utiliza aparelhos celulares. A solução foi adaptar a sinalização no chão, que é para onde as pessoas olham quando estão caminhando e teclando seus aparelhos. Os urbanistas da cidade também decidiram dividir as calçadas. Pedestres sem smartphones de um lado, com smartphones do outro.

A iniciativa teve o incentivo das próprias fábricas chinesas de aparelhos celulares. O país já é o maior consumidor de smartphones do mundo. Em 2017, a China deverá ultrapassar 1,4 bilhão de habitantes, dos quais 800 milhões utilizam os equipamentos. O país é também o que mais usa internet móvel no mundo: 158 minutos por dia contra a média mundial de 117 minutos.
Na Holanda, o número de celulares é bem menor, se comparado com a China, mas na cidade de Bodegraven-Reeuwijk a ideia implantada em Chongqing foi aprimorada. As calçadas passaram a ter iluminação de LED nos cruzamentos, permitindo que o pedestre, mesmo olhando para seu smartphone, perceba se o sinal está aberto para ele ou não.

Rio estuda implantar

Em Augsburg, na Alemanha, área em que pedestres cruzam a linha do VLT recebeu o bompeln

Em Augsburg, na Alemanha, área em que pedestres cruzam a linha do VLT recebeu o bompeln

A calçada holandesa com iluminação de LED é uma parceria entre a prefeitura de Bodegraven-Reeuwijk e a HIG Traffic Systems. A empresa implantou o projeto-piloto em uma área escolar da cidade, reurbanizando as calçadas com pavimento intertravado (paver) e adaptando-as para receber a sinalização luminosa. “Buscamos uma região de maior vulnerabilidade, frequentada por vários estudantes jovens, para testar nosso sistema”, disse Mark Hofman, um dos desenvolvedores da HIG.

A inovação holandesa, implantada em fevereiro de 2017, se baseia em outras ideias. A principal delas, instalada em 2016 na cidade alemã de Augsburg, localizada a 35 quilômetros de Munique. Duas das calçadas mais movimentadas do centro de Augsburg, e que cruzam a área trafegada pelo VLT da cidade, receberam semáforos de solo (bompeln, em alemão). “Verificamos que 22% do público que passa por esses cruzamentos utilizam smartphones, e o risco de um acidente grave já estava ficando iminente”, justificou o porta-voz da prefeitura de Augsburg, Stephanie Lermen.

Os projetos implantados em Bodegraven-Reeuwijk e Augsburg podem chegar ao Brasil mais cedo do que se espera. Na cidade do Rio de Janeiro, por onde transita o VLT Carioca, a prefeitura recebeu proposta para implantar sinalização de LED nas calçadas. Inaugurado em 5 de junho de 2016, o Veículo Leve sobre Trilhos ainda não registrou nenhum acidente com pedestre em oito meses de operação.

Calçada na China: dividida entre quem usa e não usa smartphone

Calçada na China: dividida entre quem usa e não usa smartphone

 

Veja como funciona a calçada de LED na Holanda!

Entrevistados
– Mark Hofman, desenvolvedor da HIG Traffic Systems
– Stephanie Lermen, porta-voz da prefeitura de Augsburg

Contatos
info@hig.nl
augsburg@augsburg.de

Fotos: HIG Traffic Systems/ prefeitura de Augsburg

Jornalista responsável: Altair Santos MTB 2330


Leia também: