Derivados Industriais

Derivados Industriais

Hoje, o gerenciamento de derivados industriais é um assunto prioritário em todas as sociedades do mundo. Por muito tempo, utilizamos nossos abundantes recursos naturais como uma dádiva, esbanjando numa sociedade onde tudo era disponível.


Prevenção

  • Não gerar resíduos;
  • Reduzir a quantidade de resíduos gerada;
  • Reciclar e/ou recuperar resíduos remanescentes;
  • Estocar e gerenciar resíduos adequadamente.

Solucionando

As condições específicas operacionais de um forno de clinquerização, as altas temperaturas, o longo tempo de residência dos gases e a alta turbulência, são fundamentais para se garantir a destruição térmica/eliminação de resíduos.

No coprocessamento os resíduos perigosos se transformam em recursos, pela reutilização dos mesmos como combustíveis ou matérias primas para a indústria de cimento.

Os fornos de clinquerização modernos constituem-se em unidades capazes de eliminar muitos resíduos do meio ambiente, ao mesmo tempo em que produzem cimento.



Processo e/ou Equipamentos Temperatura (ºC) Tempo residência
dos gases (seg)
Turbulência
Caldeiras: Fogo tubular 1.000 - 1.400 0.1 - 0.5 baixa
Caldeiras: Água tubular 900 - 1.300 0.2 - 0.3 baixa
Caldeiras: Carvão pulver 1.000 - 1.300 0.9 - 4.0 baixa/média
Fornos Rotativos de Cimento 1.000 - 2.000 8.0 - 14.0 AA
Forno rotativo de cal 700 - 1.800 6.0 - 10.0 média
Alto Forno Ferro e Aço 1.200 - 2.800 1.0 - 2.0 baixa
Incinerador Convencional 700 – 1.400 0.5 – 2.0 baixa