// Home / A Itambé
Obras emblemáticas

Dentre as centenas de grandes obras de que já fez parte, a Itambé participou de algumas ainda mais representativas por seu tamanho ou importância. Confira algumas delas:

  • Joinville Garten Shopping

    Construído em um terreno de 75 mil metros quadrados, com 5 lojas-âncora e 9 mega-lojas, praça de alimentação com 23 operações e 5 restaurantes com terraços externos, cafés gourmets, cinemas Multiplex Stadium com seis salas, entretenimento infantil, 200 lojas-satélite, 1.650 vagas privativas de garagens cobertas, espaço para academia de ginástica e Alameda de serviços. Seu conceito arquitetônico horizontal proporciona um ambiente agradável, com muita luz natural e paisagismo, além de "malls" lineares, amplos na largura e na altura. A localização das âncoras nas extremidades e no centro do "mall" garante uma circulação equilibrada de público junto aos lojistas do shopping e a visibilidade de todos os pontos comerciais.

    Contratante: Joinville Garten Shopping
    Construção: Thá Engenharia S.A
    Localização: Joinville/SC
    Período da construção: dezembro/2008 a abril/2010
    Volume: aproximadamente 25 mil m³

  • Shopping Palladium

    É o maior shopping de Curitiba e do Sul do Brasil, com suas 356 lojas, sendo 20 lojas-âncora, cerca de 50 quiosques, um charmoso Boulevard com 8 restaurantes - cada um deles com capacidade para acolher 150 pessoas, além de mais 4 restaurantes e outras 25 opções de fast-food, numa Praça de Alimentação com mais de 1.200 lugares sentados. O empreendimento tem uma área construída de 182.400 m² e é dotado com 16 escadas rolantes, 13 elevadores e três amplos pisos de estacionamento (além de área descoberta) para 20 mil veículos/dia.

    Contratante: Grupo Tacla
    Construção: Grupo Tacla
    Localização: Curitiba/PR
    Período da construção: março/2006 a julho/2008
    Volume: 50.000 m³
    Tipo de Concreto: FCK 27 MPa (Especial)

  • Parque Eólico de Osório

    O segundo maior parque de geração de energia eólica do mundo, em potência instalada, no município gaúcho de Osório, gera 150 megawatts (MW) de energia com a implantação de três parques eólicos: dos Índios, de Osório e de Sangradouro, que produzem 50 MW cada um. São no total 75 torres, e cada aerogerador produz 2 MW.

    Uma fábrica, instalada pela Wobben Windpower, subsidiária alemã da Enercon, produziu - em parceria com a empresa gaúcha Ernesto Woebcke - as torres utilizadas na construção do parque.

    Uma vez que a velocidade do vento aumenta com a altura, em relação ao solo, as turbinas costumam ser colocadas em torres de grande altura. No caso deste parque, cada torre tem 98 metros de altura, o equivalente a um prédio de 30 andares, em concreto pré-fabricado e composta por 24 anéis circulares com 3,82 metros de altura e 30 centímetros de espessura, encaixados um sobre o outro. O primeiro anel tem um diâmetro externo de 7,50 m e pesa 60 t, e o último módulo de concreto tem um diâmetro externo de 2,20 m. As fôrmas são especiais e foram enviadas da matriz na Alemanha, para a sua subsidiária no Brasil. O concreto da fábrica de torres é produzido numa central dosadora, com misturador, e utiliza o cimento CPV-ARI da Itambé.

    Contratante: Enercon
    Construção: Wobben Windpower Ind. Com. Ltda (somente das torres)
    Localização: Osório/RS
    Período da construção: setembro de 2005 a dezembro de 2006
    Quantidade de cimento consumida: 12.770 t (11.718 CP V-ARI e 1.052 t CP II- F-32)
    Obs.: 100% Itambé nas torres, exceto as fundações

  • Floripa Shopping

    Construído em um terreno de mais de 30 mil metros quadrados e área construída de 75.127,36 m², o Floripa Shopping possui arquitetura moderna. Pensado e construído para ser uma homenagem às características da capital catarinense, o Floripa Shopping é um centro de compras regional, com âncoras inéditas em Santa Catarina.

    Contratante: Incorporadora de Shopping Center Florianópolis.
    Construção: Incorporadora de Shopping Center Florianópolis
    Localização: Florianópolis/SC
    Período da construção: outubro/2003 à outubro/2006
    Quantidade de cimento consumida: 30.000 m³
    Tipo de Concreto: FCK 35 MPa

  • Evolution Tower

    A obra foi pioneira, no Sul do Brasil, no uso de Concreto de Alto Desempenho em grandes volumes, mais de 1000 m³. O uso do CAD permitiu aumento significativo da área útil da edificação, redução da quantidade de aço utilizada, redução da seção dos pilares e conseqüente redução de carga nas fundações. Além da alta resistência, o material proporciona baixa permeabilidade, alta durabilidade, baixa segregação, boa trabalhabilidade e alta aderência, graças a combinações de cimento e agregados convencionais com aditivos superplastificantes e estabilizantes. O concreto foi fornecido pela Concrebras, 11390 m³ até agosto de 2003, produzidos com cimento CP V-ARI RS Itambé.

    Contratante: Construtora Thá S.A., Plaza Incorporações e Empreendimentos LTDA., FAL 2 Empreendimentos Curitiba Ltda.
    Construção: Construtora Thá
    Localização: Curitiba/PR
    Período da construção: junho de 2002 a junho de 2004
    Quantidade de cimento consumida: 4300 t até agosto de 2003
    Tipo de cimento: CP V-ARI RS
    fck do concreto: 20,0 a 60,0 MPa
    Obs: 1200 m³ de CAD 60 MPa

  • ParkShopping Barigui

    Inaugurado em 12 de novembro de 2003, é considerado um dos shoppings centers mais modernos do Brasil pelo seu projeto arquitetônico, e pelo uso da iluminação natural no seu interior.

    Contratante: Matec Engenharia e Construções Ltda.
    Construção: Matec Engenharia e Construções Ltda.
    Localização: Curitiba/PR
    Período da construção: outubro/2002 à novembro/2003
    Quantidade de cimento consumida: 15.000 m³
    Tipo do concreto: FCK 25 MPa

  • Museu Oscar Niemeyer

    De arquitetura arrojada e reduzido prazo de execução, o Anexo do Museu Oscar Niemeyer é um novo marco na cidade de Curitiba. Integrado ao Edifício Castelo Branco, é o maior museu da América Latina, ocupando uma área total de 144 mil m². O formato de “olho” do grande salão é dado por duas lajes curvas, apoiadas em vigas em arco com 70 m de vão. A nova área foi executada com 5150 m³ de concreto fornecido pela Concrebras, utilizando 1920 t de cimento CP V-ARI RS Itambé. O rígido controle de qualidade adotado em todas as etapas da obra visa uma vida útil de 300 anos.

    Contratante: Governo do Estado do Paraná
    Construção: Cesbe
    Localização: Curitiba/PR
    Período da construção: maio a novembro de 2002
    Quantidade de cimento consumida: 1920 t
    Tipo de cimento: CP V-ARI RS
    fck do concreto: 25,0 a 35,0 MPa

  • Via Expressa Sul

    A Via Expressa Sul, em Florianópolis, possui dois túneis paralelos, cada um com três pistas de rolamento, suficientes para comportar 4.500 veículos por hora. Seus 6 km de extensão ligam o sul da ilha ao centro da cidade e estão divididos em 800 m na região central da cidade, 730 m de túneis sob o morro José Mendes e 4.500 m de vias sobre aterros. Esta grande avenida, além possibilitar um acesso rápido a vários lugares, irá permitir o desenvolvimento da parte sul da ilha e proporcionar melhor qualidade de vida às comunidades atendidas pela mesma. A Itambé foi fornecedora exclusiva de cimento, cerca de 28 mil t. Os dois túneis paralelos são o destaque da obra. Têm 16 m de largura e altura máxima de 12 m e foram revestidos em concreto moldado, após a aplicação de concreto projetado.

    Contratante: Secretaria de Transportes e Obras de Santa Catarina
    Construção: Consórcio CBPO/CNO
    Localização: Florianópolis/SC
    Período da construção: 1995 a julho de 2002 (1ª etapa)
    Quantidade de cimento consumida: 28.000 t
    Tipo de cimento: CP IV, CP V-ARI, CP V-ARI RS
    Obs: 100% cimento Itambé

  • Usina Hidrelétrica de Itá

    A Usina Hidrelétrica de Itá está situada no Rio Uruguai, divisa dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. É a maior usina hidrelétrica privada da América Latina, com potência instalada de 1.450 MW, gerados por cinco turbinas. Interligada ao Sistema Elétrico Sul-Sudeste, a energia gerada, após a instalação de todas as suas unidades, será equivalente a 15% do mercado de energia da Região Sul. A barragem é do tipo enrocamento, com 880 m de comprimento e 125 m de altura, o equivalente a um edifício de 41 andares. Foi executada toda em CP IV-32 Itambé, consumindo 185 mil toneladas de cimento, três vezes a quantidade de cimento consumida para a construção do estádio do Maracanã.

    Contratante: Consórcio Itasa: Cia de Cimento Itambé, Companhia Siderúrgica Nacional - CSN e Odebrecht Química
    Construção: CBPO - Cia Brasileira de Projetos e Obras
    Localização: Rio Uruguai - Divisa SC/RS
    Período da construção: março de 1986 a setembro de 2001
    Quantidade de cimento consumido: 185.000 t
    Tipo de cimento: CP IV-32
    Potência Instalada: 1.450 MW
    Obs: 100% cimento Itambé

  • Usina Hidrelétrica de Salto Caxias

    A Usina Hidrelétrica Salto Caxias está entre as mais importantes do Sul do Brasil, com capacidade de 1240 MW de potência. Está situada no Rio Iguaçu, no município de Capitão Leônidas Marques, Paraná. A barragem, com 67 m de altura e 1083 m de comprimento, é do tipo gravidade em CCR (concreto compactado a rolo). Com 912 mil m³ de CCR, é a maior barragem da América do Sul e a oitava no mundo, nesta categoria. Este volume de concreto seria suficiente para construção de 32 edifícios do tamanho do mais alto do Brasil. Foi toda construída com cimento CP IV-32 Itambé, totalizando 286 mil t.

    Contratante: Cia. Paranaense de Energia - COPEL
    Construção: DM Construtora de Obras
    Localização: Rio Iguaçu/PR
    Período da construção: janeiro de 1995 a setembro de 1999
    Quantidade de cimento consumida: 286.412 t
    Tipo de cimento: CP IV-32
    Potência Instalada: 1.240 MW
    Obs: 100% cimento Itambé

  • Usina Hidrelétrica de Salto Segredo

    A Usina Hidrelétrica de Salto Segredo possui capacidade instalada de 1260 MW. Está localizada no Rio Iguaçu, a 2 km da montante da foz do Rio Jordão, no município de Mangueirinha, Paraná. Tem como marco fundamental o primeiro Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) no Brasil. Com uma altura de 145 m, equivalentes à altura de um edifício de 48 andares, e um comprimento de 700 m, a barragem é do tipo enrocamento com face de concreto. Foi executada com CP IV-32 Itambé, consumindo 91 mil toneladas de cimento.

    Contratante: Cia Paranaense de Energia – COPEL
    Construção: Consórcio CR Almeida, J. Malucelli e EBEC, Consórcio DM, CESBE e SINODA
    Localização: Rio Iguaçu/PR
    Período da construção: novembro de 1986 a setembro de 1992
    Quantidade de cimento consumido: 91.616 t
    Tipo de cimento: CP IV-32
    Potência Instalada: 1.260 MW
    Obs: 100% cimento Itambé