Ponte sobre o Rio Sagrado II, na BR-277: estrutura não foi comprometida e enxurrada destruiu cabeceiras